Leitores ao redor do Mundo

quarta-feira, 9 de março de 2011

A Magia dos Números


Minha amiga desenhista Fernanda RD me mandou esse enigma muito curioso no orkut...


Em 2011, vamos ter quatro datas incomuns:

01/01/11
01/11/11
11/01/11
11/11/11

AGORA VEJAM ISTO:

Se você pegar os últimos 2 dígitos do ano que você nasceu, e somar com a idade que você vai ter esse ano, será igual a 111 para todo mundo que nasceu acima do ano 1899. No mínimo intrigante não?

O matemático e professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Valter Locci explica, porém, que apesar dessa relação parecer obscura, trata-se apenas de matemática, de solução simples. “Levando em conta os aniversários de 2011, o final dessa soma será sempre 11. No entanto, o resultado pode variar entre 111, 11 ou 211. Acontece que as pessoas estão utilizando como exemplos para o cálculo a idade de adultos, nem com menos de 10 anos nem com mais de 100”, afirma.


Locci aponta que uma criança nascida em 2008 vai completar 3 anos em 2011, e somando 08 a 3, o resultado é 11. No outro extremo, considerando uma pessoa idosa com 117 anos, que nasceu em 1894, a soma de 94 com 117 será 211. “O ano em que vivemos é sempre a soma do ano de nascimento com a idade atual de alguém. No caso da conta que estamos fazendo, substituímos a operação e a soma terminará sempre em 11”, explica.

Esse conta é resultado da soma do ano de 2011 menos os dois primeiros números do ano em que a pessoa nasceu seguidos de zero (1800, 1900, 2000…). Ou seja, a soma da idade mais os anos dentro do século têm que dar essa diferença, sempre terminada em 11. Voltando ao caso da pessoa de 24 anos, a equação fica assim: 2011 – 1987 = 24 + ano de nascimento (1987).

O matemático Valter Locci afirma ainda que este não é um caso isolado ou inédito. “No ano passado, a soma terminava sempre em 10 e, no ano que vem, vai terminar em 12, e assim por diante, mas acredito que nenhum outro vá chamar tanta atenção quanto o 111 por conta da repetição de algarismos ou qualquer outra razão que eu desconheça. Talvez essa discussão volte a ganhar destaque em 2023, quando o resultado for 123”, pondera.

Um comentário:

Fernanda RD disse...

Bem interessante seu blog. Parabéns!