Leitores ao redor do Mundo

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Os 10 possíveis e mais estilosos fins do mundo



Planeta: Terra. Cidade: São Paulo. E todas as outras metrópoles mundiais. Nem o Spectroman (man, man, man…) salvaria a devastação causada por uma hecatombe nuclear, um buraco negro ou uma epidemia. E acredite, isso realmente pode acontecer.
Quem acompanhou o Hackeando a Matrix pode estar familiarizado com o assunto. Mas, se o armagedon fosse inevitável, se o planeta fosse realmente bater as botas, qual seria a maneira mais estilosa e plausível disso acontecer? Aqui estão dez excelentes opções:

Invasão Alienígena – Discos voadores, raios da morte e homenzinhos verdes podem até existir, mas o fim é mais plausível se for via um microorganismo alienígena. Um bactéria ou vírus estranho poderia transmutar e atacar os seres vivos, exterminando a raça humana antes de criar uma vacina. Se bem que uma guerra com homens verdes seria interessante também…

Aquecimento Global – Com o planeta virando um microondas espacial, as calotas derretendo e os biquínis cada vez menores, o fim está próximo. Nada como Waterworld (até porque o Kevin Costner não está com essa bola toda), mas é bom se acostumar a ir à praia… em Juiz de Fora…

Epidemia – Gripe. Essa doença tão comum, e que acompanha a humanidade desde a Era do Gelo, pode ser o nemesis do planeta. Cada vez mais resistentes a medicamentos, a gripe pode se tornar (novamente) uma ceifadora de vidas implacável. E não adianta resfenol…

Cometa/meteoro – Espaço, a fronteira final. Ou o fim certo, já que 95% das redondezas do planeta não é monitorado. O número de asteróides, cometas e suas rotas são incertos, mas numerosos. Sem querer assustar ninguém, mas você já ouviu falar do 2004 MN4?

Terremoto/Tsunami – Apesar de habitável, os continentes da Terra ainda estão em movimento. O choque entre as placas causa os terremotos e os tsunamis. Se um dia essa energia for liberada em um curto período de tempo, bem, quem sobreviveria 20 tsunamis de Sumatra de uma vez?

Raios Gama – Não, raios gama não transformam as pessoas em Hulk. Na verdade, a radioatividade emitida destrói as células. Mas não se preocupe, ela só está presente nos elementos radioativos e envolta DE TODA A TERRA! Se, de alguma forma, ela conseguir penetrar o escudo magnético natural do planeta, bem… pelo menos tudo ficará bem esterelizado…

Buraco Negro – Nada… eu digo, nada salvará a humanidade se um buraco negro puxar a Terra (e o sistema solar, por que não). Nem o Stephen Hawking. Por favor, não liguem o LHC, ouviu, Tom Hanks!?

Vulcões – Imagine uma panela de pressão? Imaginou ela apitando? Então… embaixo da crosta é assim. Se essas chaminés resolverem ‘apitar’ ao mesmo tempo, não há ar condicionado que aguente o calor e a fumaça encobrindo a atmosfera. E não há água que faça apagar

Robôs – Esqueça os exterminadores do futuro, o fim pode vir de seres replicantes, nanorobôs defeituosos e programações mal realizadas. Temei…

Guerra Mundial – Auto-explicativo. Com tanta bomba nuclear e gente doida no poder, essa ameaça nunca sairá de foco. A guerra mundial, além de oferecer a hecatombe nuclear, pode usar a guerra biológica e, praticamente todos os elementos dessa lista para destruir os inimigos (e o planeta, como efeito colateral)…

E você, tem alguma solução para evitar esses possíveis (mas fistáiles) fins do mundo?

Nenhum comentário: